23/11/2011

...

Oh Romeu, Romeu! por que tinha que ser Romeu?
Renega teu pai e rejeita teu nome;
Ou, se não quiseres, juras que me tens amor,
E deixarei de ser uma Capuleto.

...  (breve interrupção dum afobado Romeu querendo saber se tinha mais a ouvir ou se já podia falar, e continua a enamorada Julieta sua linda declaração)...

Apenas seu nome é meu inimigo
Você é você, nem sequer um Montéquio.
O que é um Montéquio? Não é uma mão, ou um pé,
Ou um braço, ou um rosto, ou qualquer outra parte
de um homem. Oh, seja qualquer outro nome!
O que é um nome? O que chamamos rosa,
por qualquer outro nome teria o mesmo doce perfume.
Assim Romeu, se não fosse chamado Romeu, conservaria a querida perfeição que tem
sem esse título. Romeu, jogue fora o seu nome,
E para aquele nome, que não é parte de você,
tome tudo de mim.

... (e agora sim, Romeu...)

Tomo sua palavra.
Somente me chame "amor" e serei batizado com um novo nome.
De agora em diante, nunca serei "Romeu". 

William Shakespeare - Romeu e Julieta - Cena II

(ajudar em trabalhos escolares traz lá suas recompensas...)

4 verbalizaram comigo:

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Bom dia Taís! Sabe que as vezes também me empolgo nas pesquisas pra minha irmã? rs

E esse trecho é lindo... Eu não gosto quando meu marido me chama pelo nome, e falo que pra ele me chamo "amor" hehe

Lindo dia pra você!
Beijos

Claudia disse...

Preciso ler Shakespeare, nunca li nada!
bjs

Taís disse...

Jaque: pois é menina, pesquisas escolares aqui não me faltam... rs. E não tem nada mais gostoso no mundo todo do que ser chamada "amor", né? Bjos

Claudia: vale a pena! Bjos

Nah disse...

Ô, que lindo!!!!!!
*-*